Tecnologia

Polishop investe em armazenamento e proteção de dados

Além da habilidade de unificar os dados físicos e digitais, foi possível zerar riscos de extravio, vazamento de dados confidenciais e gerar conformidade com as leis de privacidade

de Gabriel Alves em 9 de setembro de 2021

A necessidade da proteção de dados tem sido cada vez mais pautada quando se fala em vazamentos de dados e até mesmo suborno por parte de hackers a grandes empresas. Dessa forma, a Polishop resolveu investir no armazenamento e proteção de dados do setor interno, oferecido pela empresa de tecnologia Iron Mountain.

Um dos objetivos da empresa é também armazenar de maneira segura e eficaz um elevado número de documentos de antigos colaboradores, além de efetuar a digitalização de fichas de profissionais ativos,

Recentemente, o site das Lojas Renner sofreu uma invasão ao seu sistema cibernético, que logo foi confirmado pela empresa. Dessa forma, observa-se que grandes e médias empresas têm buscado se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entrou em vigência em agosto de 2020, e tem sido crucial no setor informacional.

Adaptações Necessárias

Sandra Gindero, gerente geral de Recursos Humanos da Polishop, conta que a adoção do trabalho remoto foi acelerada no ano de 2020, com o avanço da pandemia da Covid-19. Dessa forma, os colaboradores tiveram acesso aos dados da empresa de forma online, por meio da plataforma de armazenamento em nuvem da Iron Mountain.

No que tange ao setor de Recursos Humanos, a Polishop vem fazendo adaptações na área, aplicando maneiras mais flexíveis de trabalho. “Temos alguns projetos em fase de discussão e aprovação, e todos são voltados à transformação tecnológica do RH.” salienta a gerente.

Dinamização de Processos

Orlando Souza, Presidente da Iron Mountain Brasil, conta da necessidade de adaptação das empresas à nova realidade do home office, o que acaba gerando uma necessidade maior de segurança no sistema interno de tecnologia. O objetivo é evitar qualquer problema de vazamento de dados no acesso à plataforma da empresa de maneira remota.

“Impulsionadas pelo crescimento do home office, as empresas têm buscado o armazenamento seguro de dados. Isso se torna ainda mais importante no cenário atual, onde o volume de informações geradas não para de crescer”, afirma Souza, da Irona Mountain.

Na busca de mais benefícios para o setor interno, a Polishop investe em sistemas operacionais que garantam a segurança de seus dados. “Atualmente a empresa utiliza o software de RHevolution da Techware como principal ferramenta de RH para controlar, facilitar e dinamizar todas as informações”, detalha Sandra, gerente geral de RH.

Crescimento em números

Orlando fala do crescimento nas buscas por gerenciamento de dados. “No ano passado, registramos um crescimento de 40% em soluções digitais. Com o armazenamento em nuvem, as organizações também ficaram em sintonia com a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entrou em vigor no ano de 2020″, explica.

O diretor salienta a importância da migração das informações ser cercada de precauções e no cuidado que se deve haver na manipulação dos dados importantes. “Além da habilidade de unificar os dados físicos e digitais, conseguimos zerar os riscos de extravio, vazamento de dados confidenciais e gerar conformidade com as leis de privacidade, assim como a LGPD”.

Benefícios da era digital

A simplificação de diversos processos, como o acesso a documentos em poucos cliques, é uma das facilidades oferecidas pelo sistema de armazenamento em nuvem. Com a aceleração da digitalização, a utilização de sistemas inteligentes para dinamizar o trabalho se tornou comum nas empresas.

Proporcionando benefícios mais assertivos e produtividade dentro das empresas que necessitam desse trabalho, o armazenamento seguro acaba sendo eficiente para que as organizações possam alcançar bons resultados. “Atuamos para que as empresas tenham o controle e utilizem todo o potencial dos seus dados para gerar valor e ganho de produtividade, a tecnologia acaba sendo uma aliada para o desenvolvimento sustentável dos seu negócio”, conta o executivo da Iron Mountain.

Proteção e credibilidade

A Legislação Brasileira prevê que todas as empresas, independentemente da categoria, invistam na segurança de dados internos e de seus clientes, pois também gera credibilidade para usuários e parceiros. Dessa maneira, para se ajustarem à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) , é necessário que as empresas identifiquem os dados dos clientes usados atualmente, de que maneira estão sendo utilizados, quem os gerencia e onde estão armazenados.

“Na plataforma online da Iron Mountain é possível especificar diferentes níveis de acessos às informações para os usuários, preservando dados pessoais como número de CPF ou endereço, que podem aparecer na tela com uma tarja preta, dependendo do usuário”, finaliza Orlando Souza.


Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail


-