BlogaRH

Desafios do RH no enfrentamento dos processos de Recrutamento & Seleção a distância

O recrutamento e seleção está cada vez mais digitalizado principalmente com o isolamento social

de Fernando Nascimento de Carvalho em 2 de setembro de 2021

Há anos, o mundo do trabalho tem sofrido constantes transformações, tanto pela criação de novas profissões quanto pelo advento de novas tecnologias. Dentro desse contexto, o recrutamento a distância acabou impondo um enorme desafio para recrutadores, gestores e candidatos por seu caráter inovador a partir da utilização de aplicativos.

Nesse processo, o preparo de todos os envolvidos é muito importante e começa com a escolha da plataforma – Skype, Microsoft Teams, Google Meet, entre outras –, o que acaba garantindo eficácia na seleção. Apesar de o ambiente ser virtual, algumas regras estão mantidas, é o caso da questão da vestimenta, por exemplo: o candidato também precisa estar com um traje adequado para o novo formato de entrevista.

Dicas de recrutamento

Quanto ao entrevistador (profissional de RH) e gestor (área requisitante), é necessário também, além da vestimenta adequada, o uso correto da câmera. Olhar diretamente à webcam e manter contato visual com o entrevistado e vice-versa são pontos extremamente importantes. É preciso ficar atento à percepção do candidato quanto à pessoalidade, pois o recrutador precisa ser capaz de fazer um diagnóstico mais preciso do comportamento do candidato.

Uma vantagem indiscutível nos processos de recrutamento & seleção a distância está no fator tempo. É fato que a velocidade para encontrar o candidato ideal acabou sendo otimizada, mas o profissional de RH não pode ignorar o lado humanizado no trato e na própria escolha do perfil mais adequado.

A busca de candidatos

Não menos importante é saber onde divulgar corretamente a vaga, ou seja, a utilização adequada dos meios digitais, o local onde as vagas estão sendo divulgadas e o público-alvo. Vale lembrar que as indicações (networking) são providenciais nesse tipo de processo, portanto, conhecer o público é essencial.

As empresas não devem deixar de divulgar as vagas em seu site, na seção “Trabalhe Conosco”, e em grupos de recrutamento & seleção no LinkedIn, Facebook e Instagram, por exemplo, pois o auxílio das redes sociais são uma valiosa contribuição e possibilitam um alcance muito maior.

As empresas têm buscado encontrar candidatos focando cada vez mais nas competências comportamentais do que nas competências técnicas. A dinâmica dessas plataformas digitais, portanto, será cada vez mais eficaz no filtro dos candidatos que apresentem essas características e competências, evitando erros no processo seletivo e deixando claro ao candidato quais são as etapas do processo.

Comunicação assertiva

Outro elemento essencial é a comunicação, ou seja, até mesmo o WhatsApp poderá contribuir na aceleração do processo por ser um meio simples e rápido: retornos aos candidatos sobre quais continuarão no processo, ou mesmo os que não seguirão na seleção, podem ser dados por essa ferramenta.

Por fim, o uso adequado das plataformas digitais, além de facilitar o processo seletivo, tornando-o mais eficaz e veloz, é mais seguro inclusive no que tange aos protocolos de segurança durante a pandemia. O uso adequado das tecnologias facilita o gerenciamento de dados e possibilita encontrar os melhores profissionais. Além disso, é possível armazenar um número relevante de dados, fazer o cruzamento das informações, e gerir relatórios de forma ainda mais competente.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail


Fernando Nascimento de Carvalho

Fernando Nascimento de Carvalho, docente da área de recursos humanos no Senac São Paulo

-